Alguns obstáculos para a educação inclusiva dentro e fora da escola

Nivaldo Alexandre de Freitas

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir, com base em autores da teoria crítica da sociedade, alguns obstáculos para a realização efetiva da educação inclusiva. Esses autores são propícios a essa reflexão porque fornecem importantes elementos teóricos para pensar o preconceito e as bases autoritárias desta sociedade. Em um primeiro momento, discutem-se algumas barreiras à ideia de inclusão, do ponto de vista tanto de circunstâncias sociais como de circunstâncias subjetivas. Se há na sociedade tendências que impedem a igualdade entre seus integrantes, essas tendências deixam suas marcas em cada sujeito. Em seguida, busca-se refletir sobre um modelo de educação que poderia contribuir para a convivência junto à diferença. Embora a educação inclusiva encontre barreiras, ela também é uma esfera importante de luta para o fomento da convivência humana sem violência. Ao final, aponta-se para a importância da defesa da escola pública como âmbito de educação inclusiva e como agente de transformação social, pelo fato de acolher aqueles que tendem a ser excluídos desta sociedade fundamentada na violência.

Palavras-chave: educação inclusiva; preconceito; exclusão; psicologia escolar; formação humana.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .