A teoria para uma educação crítica e a prática da interrupção a partir das contribuições de Edward Palmer Thompson e Walter Benjamin

Renato da Silva Melo

Resumo


Neste trabalho objetivo mostrar como a educação atual é mobilizada pelo paradigma moderno substancializado no saber produtivo e homogêneo. Louis Althusser e Pierre Bourdieu se preocuparam com a transmissão e introjeção de arbitrários culturais. Na virada do século XX para o XXI iniciou-se uma produção acadêmica com ênfase em conteúdos sociais, articulando o conceito de classe social ao de cultura. A educação deve propiciar à espécie humana os legados culturais da herança simbólica comum. Thompson, pacifista da Nova Esquerda inglesa, se propôs resgatar da condescendência da história as causas perdidas. Os educadores devem interromper o fluxo de pensamentos para perceber o significado daquele significante na educação. Para isso, sugiro o método da interrupção benjaminiana, que ainda não foi suficientemente configurado na educação.

Palavras-chave: reprodução; educação; escola, interrupção.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .