DIÁLOGOS INSPIRADOS EM CAROLINA MARIA DE JESUS: DECOLONIALIDADE NA FORMAÇÃO DE PROFESSORAS(ES) DE CIÊNCIAS

Dionia Eli Dorneles, Patrícia Montanari Giraldi

Resumo


Este trabalho tem como objetivo apresentar possibilidades de diálogos sobre decolonialidade na Formação de Professoras(es) de ciências e biologia a partir de duas obras literárias de Carolina Maria de Jesus - Quarto de Despejo: diário de uma favelada e Diário de Bitita. Para isso apresentamos alguns conceitos desenvolvidos pela perspectiva teórica do grupo Modernidade/Colonialidade (M/C), cujos estudos vêm inspirando aproximações e diálogos com a educação brasileira. Em um segundo momento apresentamos trechos das obras da escritora, tecendo relações com decolonialidade e formação de professoras(es) de ciências e biologia. Acreditamos que a perspectiva de trabalho com literatura aqui apresentada, pode contribuir para suscitar diálogos sobre justiça social, racismo, papel social da educação, decolonialidade e questões socioambientais na formação de professores de ciências e biologia.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .