Política educacional para o ensino de arte em Sinop: narrativas de professores sobre inserção profissional na área de Arte/Música

Delmary Vasconcelos de Abreu

Resumo


Este trabalho trata da inserção profissional de professores licenciados em outras áreas do conhecimento – (PLOA) que atuam com o ensino de arte/música nas escolas da Rede Municipal de Ensino de Sinop – (REMES), e é um recorte de uma pesquisa que se constituiu em forma de tese de doutorado. O objetivo geral da pesquisa foi investigar
como PLOA se tornam professores de música na educação básica. A metodologia utilizada foi a abordagem biográfica, mais especificamente, as narrativas de profissionalização. Neste trabalho, discuto narrativas de dez professores que relataram a maneira como se inseriram no ensino de arte/música da REMES. Essas narrativas me orientaram na leitura das entrevistas narrativas, interpretando, assim, a maneira como esses professores constroem a sua profissionalização na área de música. Os acontecimentos narrados, pelos professores informantes, mostram que a
área de arte/música, na REMES, é vulnerável, podendo ser ocupada de acordo com os interesses dos PLOA ou do coletivo que compõe esse contexto educacional. Embora exista uma lei – 11.769/2008, que torna o ensino de música componente curricular obrigatório no ensino de arte nas escolas de educação básica, contextos educacionais como o da REMES mostram que, pela realidade local, essa obrigatoriedade tende a se postergar, caso não haja políticas locais comprometidas com um ensino de música que seja capaz de atender as necessidades do contexto educacional das escolas da Remes.
Palavras-chave: educação musical escolar; professores de arte/música; narrativas de profissionalização.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .