Microclimas e suas relações com o uso do solo no entorno de duas escolas públicas na cidade de Cuiabá/MT

Mauro Sergio de FRANÇA

Resumo


A cidade de Cuiabá, localizada na região tropical e centro da América do Sul, destaca-se no cenário nacional pelas altas temperaturas ao longo do ano e pelo acelerado crescimento nas últimas décadas, ocasionando a expansão de seu perímetro e o desenvolvimento das atividades urbanas que provocaram alterações climáticas evidenciadas por vários estudos. Este trabalho teve como objetivo comparar as variáveis climatológicas com uso do solo no entorno de duas escolas públicas em Cuiabá/MT. A metodologia utilizada baseou-se em coletas de dados durante um ano – fevereiro de 2011 a janeiro de 2012, diariamente e de hora em hora relativa às variáveis climatológicas (temperaturas médias, máximas e mínimas; umidade relativa; velocidade dos ventos e chuvas) obtidas através de estações meteorológicas automáticas fixas, instaladas na escola estadual Padre Ernesto Camilo Barreto (localizada na porção leste de Cuiabá) e na escola municipal Nossa Senhora Aparecida (situada na porção oeste). Os resultados obtidos evidenciaram diferenças microclimáticas entre as duas áreas, sendo que os valores registrados na área mais edificada, o entorno da escola Padre Ernesto, apresentou na maioria das medições temperaturas mais elevadas quando comparadas com dados observados na área mais afastada da porção central, o entorno da escola Nossa Senhora Aparecida. Constatou-se que o uso do solo em diferentes áreas urbanas ocasiona microclimas diferenciados.
Palavras-chave: microclimas; uso do solo; escolas públicas; Cuiabá.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .