Quem faz a história da Escola Municipal de Educação Básica Rodrigo Damasceno Sinop / MT?

Iracema de Almeida Cardozo Damasceno, Marion Machado Cunha

Resumo


No artigo problematizamos a existência da Instituição Escolar Rodrigo Damasceno de Sinop, valendo, principalmente, das vozes de seus sujeitos. Para isso lançamos como inquietação dessa pesquisa a seguinte questão: sob que condição histórica se constituiu a institucionalidade da escola Municipal de Educação Básica Rodrigo Damasceno, considerando o processo social, político e cultural da cidade de Sinop de 1992 a 2009? E, como objetivo geral, privilegiamos analisar a historia da Escola Municipal de Educação Básica Rodrigo Damasceno, enfatizando seu desenvolvimento institucional no contexto histórico de Sinop. A metodologia em análise primou em registrar a memória viva, as emoções, as paixões, o olhar, a perspectiva peculiar e os sentimentos de indivíduos, a partir da abordagem qualitativa. Muitas das narrativas obtidas por fontes orais dizem respeito a fatos não registrados por outros tipos de documentos, a fatos cuja documentação se deseja completar ou abordar por ângulos diversos. As vivências do mundo do trabalho escolar, de um tempo que vai se construindo por várias relações objetivas e subjetivas, entre sua necessidade de garantir sua vivência e o tempo que é ditado por uma estrutura social e econômica, que impõe um tempo alheio a vida, nesse caso no tempo das Escolas. O que compreendemos da Escola Rodrigo Damasceno? Sua origem é resultado também da luta por uma educação escolar, como espaço de direito e de fato para os trabalhadores. Compreender o processo histórico de constituição dessa Escola, com vista a contribuir para as pesquisas sobre a história da educação.

Palavras-chave: educação; escola; colonização; narrativas.


Referências


CUNHA, Marion Machado. A identidade Profissional e a Preparação para o Trabalho no Centro de Formação Profissional de Santa Maria (RFFSA/SENAI) – 1973 a 1996. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2001.

______ . O Trabalho dos Professores e a Universidade do Estado de Mato Grosso em Sinop / MT na década de 1990: o sentido do coletivo. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

FREIRE, Paulo. Política e Educação. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

______ . Pedagogia da Autonomia. 36. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A Produtividade da Escola Improdutiva. 5. ed. São Paulo: Cortez, 1999.

PINTO, Álvaro Vieira. A Sociologia dos Países Subdesenvolvidos. Rio de Janeiro: Contrapontos, 2008.

SANT’ANNA, Ronaldo; NEVES, Lúcia Maria. Introdução: Gramsci, O Estado Educador e a nova Pedagogia da Hegemonia. In: ______ et al. (orgs.) A Nova Pedagogia da Hegemonia: Estratégias do Capital para educar o consenso. São Paulo: Xamã, 2005.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Área do conhecimento: Ciências Humanas

Ano de fundação: 2010

ISSN: 2236-3165

DOI: 10.30681/2236-3165

Título abreviado: Even. Pedagóg.

E-mail: eventospedagogicos@unemat-net.br

Unidade: Faculdade de Educação e Linguagem - FAEL

Avaliação QUALIS Quadriênio 2013-2016: B1 Ensino; B3 Planejamento Urbano e Regional / Demografia; B4 Ciências Ambientais; B4 Educação Física; B4 Interdisciplinar; B4 Linguística e Literatura; B4 Sociologia.

cope_75 Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

88x31_88 Este periódico está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR