O papel do intérprete de LIBRAS no processo de aprendizagem do aluno surdo nos anos iniciais do ensino fundamental

Kely Cristiane da Silva, Adil Antonio Alves de Oliveira

Resumo


Este artigo tem com objetivo compreender como se dá o trabalho do intérprete de LIBRAS na Escola Municipal Jurandir Liberino de Mesquita, em Sinop. A metodologia utilizada foi à pesquisa qualitativa com observação participante por meio de entrevistas semiestruturadas. Buscou-se analisar a relação aluno/professor e intérprete em sala de aula, no processo de alfabetização. Os fundamentos teóricos de Carlos Skliar, Karin Strobel e Ronice Müller Quadros embasam o artigo. Os dados demonstraram que o profissional intérprete de Libras é de fundamental importância para o processo de ensino-aprendizagem na educação especial.

Palavras-chave: educação especial; intérprete de LIBRAS; alunos e professor.


Referências


ALUNO A1. Aluno A1: depoimento [18 jun. 2013]. Entrevistadora: Kely Cristiande da Silva. Sinop, 2013. Entrevista concedida para Trabalho de Conclusão de Curso sobre o aluno surdo e o intérprete na sala de aula.

ALUNO A2. Aluno A2: depoimento [18 jun. 2013]. Entrevistadora: Kely Cristiande da Silva. Sinop, 2013. Entrevista concedida para Trabalho de Conclusão de Curso sobre o aluno surdo e o intérprete na sala de aula.

BRASIL. MEC. O tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa. Secretaria de Educação Especial. Brasília: SEESP, 2004.

DAMÁZIO, Milene Ferreira Macedo. Atendimento Educacional Especializado: Pessoa com Surdez. Brasília: MEC, 2007.

INTÉRPRETE L1. Intérprete L1: depoimento [16 jun. 2013]. Entrevistadora: Kely Cristiande da Silva. Sinop, 2013. Entrevista concedida para Trabalho de Conclusão de Curso sobre o aluno surdo e o intérprete na sala de aula.

INTÉRPRETE L2. Intérprete L2: depoimento [16 jun. 2013]. Entrevistadora: Kely Cristiande da Silva. Sinop, 2013. Entrevista concedida para Trabalho de Conclusão de Curso sobre o aluno surdo e o intérprete na sala de aula.

PROFESSORA P1. Professora P1: depoimento [18 jun. 2013]. Entrevistadora: Kely Cristiande da Silva. Sinop, 2013. Entrevista concedida para Trabalho de Conclusão de Curso sobre o aluno surdo e o intérprete na sala de aula.

PROFESSORA P2. Professora P2: depoimento [18 jun. 2013]. Entrevistadora: Kely Cristiande da Silva. Sinop, 2013. Entrevista concedida para Trabalho de Conclusão de Curso sobre o aluno surdo e o intérprete na sala de aula.

SKILAR, Carlos (Org.). Educação e exclusão: abordagens sócias antropológicas em educação. Porto Alegre: Mediação, 1997.

______, Carlos. A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 1998.

STROEBEL, Karin Lilian. História da educação dos surdos, apostila elaborada para disciplina de curso de licenciatura de Letras/LIBRAS, UFSC. Florianópolis, 2008. Disponível em:. Acesso em 13 maio 2014.

TRIVINOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a Pesquisa Qualitativa em Educação. São Paulo: Atlas, 1987.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Área do conhecimento: Ciências Humanas

Ano de fundação: 2010

ISSN: 2236-3165

DOI: 10.30681/2236-3165

Título abreviado: Even. Pedagóg.

E-mail: eventospedagogicos@unemat.br

Unidade: Faculdade de Educação e Linguagem - FAEL

Avaliação QUALIS Quadriênio 2013-2016: B1 Ensino; B3 Planejamento Urbano e Regional / Demografia; B4 Ciências Ambientais; B4 Educação Física; B4 Interdisciplinar; B4 Linguística e Literatura; B4 Sociologia.

cope_75 Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

88x31_88 Este periódico está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR