Formação acadêmico-profissional de professores municipais de matemática dos anos finais do ensino fundamental: perspectivas interdisciplinares

Liliane Carvalho Bica, Elena Maria Billig Mello

Resumo


Objetiva investigar a formação acadêmico-profissional de professores de matemática dos anos finais do Ensino Fundamental de uma rede municipal e sua relação com a interdisciplinaridade. É uma pesquisa-ação, com perspectiva qualitativa, com entrevista semiestruturada com dez professores. A interpretação dos dados foi realizada pelo processo de análise de conteúdo segundo L. Bardin, com fundamentação teórica em uma perspectiva construtiva e contextualizada e também no ordenamento legal e normativo vigente. Constata que existe a necessidade de formação sobre a concepção e prática da interdisciplinaridade no ensino de Matemática.

Palavras-chave: formação; professores; interdisciplinaridade.


Referências


BARBIER, René. A Pesquisa-Ação. 8. ed. Trad. Lucie Didio. Brasília: Liber Livro Editora, 2007.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRASIL. Parecer CNE/CEB nº 4, de 29 de Janeiro de 1998. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental. Brasília 1998.

______ . PCN + Ensino Médio: Orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Ciências humanas e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, 2002.

______ . Parecer CNE/CEB nº 7, de 07 de abril de 2010. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília, 2010a.

______ . Resolução CNE/CEB nº 4, de 13 de julho de 2010. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília, 2010b.

______ . Resolução CNE/CEB nº 2, de 30 de Janeiro de 2012.Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio.Brasília, 2012.

______ . Lei nº 12.796, de 4 de abril de 2013.Altera a Lei no9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre a formação dos profissionais da educação e dar outras providências. Brasília, 2013.

DINIZ-PEREIRA, J. E. Formação inicial dos professores nas licenciaturas. VIII. Congresso Nacional de Educação – EDUCERE. Curitiba, 07 de outubro de 2008. (Comunicação oral).

FAZENDA, I. A. (Org). Dicionário em construção: interdisciplinaridade. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

______ . Desafios e perspectivas do trabalho interdisciplinar no Ensino Fundamental: contribuições das pesquisas sobre interdisciplinaridade no Brasil: o reconhecimento de um percurso. In: Interdisciplinaridade. Grupo de Estudos e Pesquisa em Interdisciplinaridade (GEPI) – Educação: Currículo – Linha de Pesquisa: Interdisciplinaridade – v. 1, n. 1, out. São Paulo: PUCSP, 2011.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à pratica educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

GATTI, B. A; NUNES, M. M. R. (Orgs.). Formação de professores para o ensino fundamental: estudo de currículos das licenciaturas em pedagogia, língua portuguesa, matemática e ciências biológicas. São Paulo: FCC/DPE, 2009.

______ .; BARRETO, E. S. de S.; ANDRÉ, M. E.D. de A. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: UNESCO, 2011.

MELLO, E. M. B. A Política de Valorização e de Profissionalização dos Professores da Educação Básica do Estado do Rio Grande do Sul (1995-2006): convergências e divergências. Tese de Doutorado em Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2010.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 2011.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Área do conhecimento: Ciências Humanas

Ano de fundação: 2010

ISSN: 2236-3165

DOI: 10.30681/2236-3165

Título abreviado: Even. Pedagóg.

E-mail: eventospedagogicos@unemat-net.br

Unidade: Faculdade de Educação e Linguagem - FAEL

Avaliação QUALIS Quadriênio 2013-2016: B1 Ensino; B3 Planejamento Urbano e Regional / Demografia; B4 Ciências Ambientais; B4 Educação Física; B4 Interdisciplinar; B4 Linguística e Literatura; B4 Sociologia.

cope_75 Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

88x31_88 Este periódico está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR