Interação entre a escola básica e a pós-graduação: uma rede de Pequenos Grupos de Pesquisa (PGP)

Lizete Maria Orquiza de Carvalho

Resumo


Diante do objetivo do Programa Observatório da Educação de colocar em conjunção esforços da pós-graduação e da escola básica visando à melhoria da qualidade desta última, buscam-se possibilidades oferecidas por tal arranjo para a formação de professores. A metodologia de investigação-ação assumida é concebida como um repensar coletivo sobre a prática social em que os participantes estavam imersos. Identifica-se forte correspondência entre a interação escola/pós-graduação e a natureza da concepção de formação de professores subjacente. A constituição das questões de pesquisa realizada no interior da escola e a centralidade dos Pequenos Grupos de Pesquisa na rede ampla de interações mostraram-se determinantes.

Palavras-chave: formação de professores; interação universidade-escola; Observatório da Educação. Pequenos Grupos de Pesquisa. Teoria da Ação Comunicativa.

 


Referências


ARENGHI, L. B. A Divulgação Científica no contexto escolar: o ensino de modelos atômicos a partir da temática de agrotóxicos e as implicações/possibilidades para a formação de alunos do Ensino Médio. Dissertação de Mestrado – Faculdade de Ciências da UNESP, 2013.

ARROSTI, A. A sala de aula como uma interação social complexa: uma primeira aproximação por meio de uma sequência didática de cunho sociocientífico no estágio supervisionado. Iniciação Científica – Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira da UNESP, 2013.

APPLE, M.; BEANE, J. Escolas democráticas. São Paulo: Cortez, 1997.

BORTOLETTO, A. Formação continuada de professores: a experiência de uma temática sociocientífica na perspectiva do agir comunicativo. Tese de Doutorado – Faculdade de Ciências da UNESP, 2013.

CONTRERAS, J. Autonomia de Professores. São Paulo: Cortez, 2002.

GARCÍA, C. M. Formação de Professores. Portugal: Porto Editora, 1999.

GRABAUSKA, C. J.; BASTOS, F. P. Investigação-ação educacional: possibilidade crítica e emancipatória na prática educativa. In: MION, R. A.; SAITO, C. H. Investigação-ação: Mudando o Trabalho de Formar Professores. Ponta Grossa: Universidade Estadual de Ponta Grossa, p. 9-29, 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 42. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

FREITAS, Z. L. Um projeto de interação universidade-escola como espaço formativo para a docência do professor universitário. Tese de Doutorado – Faculdade de Ciências da UNESP, 2008.

______ ; ORQUIZA-DE-CARVALHO, L. M. Educação de professores da universidade no contexto de interação universidade-escola. Ciência & Educação, 18(2), p. 323-334, 2012.

HABERMAS, J. Teoria do Agir Comunicativo. São Paulo: Martins Fontes, 2v., 2012.

______ . Racionalidade e Comunicação. Lisboa: Edições 70, 1996.

______ . Soberania popular como procedimento. Novos Estudos CEBRAP, São Paulo, n. 26, p. 100-113, 1990.

LOPES, N. C. Los Pequeños Grupos de Investigación (PGI) como asociaciones libres de formación de profesores. In: Perez & Lozano (Ed.). Formación permanente de profesores en la interfaz universidad-escuela: currículo, fundamentos y roles. Una Experiencia en construcción (107-144). Bogotá: Universidad Pedagógica Nacional, 2014.

MENEZES, M. M. Ensino de ciências e os sistemas de avaliação em larga escala na educação básica: processos formativos e aprendizagens profissionais da docência. Dissertação de Mestrado – Faculdade de Ciências da UNESP, 2014.

MOURA, A. C. Atividade experimental e o desenvolvimento de competências e habilidades no currículo do Estado de São Paulo. Dissertação de Mestrado – Faculdade de Ciências da UNESP, 2013.

ORQUIZA-DE-CARVALHO, L. M.; CARVALHO, W. L. P. (Org.). Formação de Professores e Questões Sociocientíficas no Ensino de Ciências. São Paulo: Escrituras, 2012. (Educação para a Ciência).

ORQUIZA-DE-CARVALHO, L. M.; CHAPANI, D. T. A formação docente no âmbito das esferas públicas democráticas. In: ORQUIZA-DE-CARVALHO, L. M.; CARVALHO, W. L. P. (Org.). Formação de Professores e Questões Sociocientíficas no Ensino de Ciências. São Paulo: Escrituras, 2012. (Educação para a Ciência).

SANTOS, B. M. A investigação sobre a própria prática de um professor iniciante sob o olhar da teoria da recontextualização. Dissertação de Mestrado – Faculdade de Ciências da UNESP, 2013.

SANTOS, P. G. F. O tratamento de questões sociocientíficas em um grupo de professores e a natureza do processo formativo fundamentado em uma perspectiva crítica. Dissertação de Mestrado – Faculdade de Ciências da UNESP, 2013.

SILVA, J. R. N.; ORQUIZA-DE-CARVALHO, L. M. Aportes teóricos e metodológicos para a constituição de um grupo de planejamento conjunto com docentes da licenciatura em física. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v. 16, n. 2, 2014.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Área do conhecimento: Ciências Humanas

Ano de fundação: 2010

ISSN: 2236-3165

DOI: 10.30681/2236-3165

Título abreviado: Even. Pedagóg.

E-mail: eventospedagogicos@unemat.br

Unidade: Faculdade de Educação e Linguagem - FAEL

Avaliação QUALIS Quadriênio 2013-2016: B1 Ensino; B3 Planejamento Urbano e Regional / Demografia; B4 Ciências Ambientais; B4 Educação Física; B4 Interdisciplinar; B4 Linguística e Literatura; B4 Sociologia.

cope_75 Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

88x31_88 Este periódico está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR