A função social da universidade na contemporaneidade: algumas considerações

Leonor Dias Paini, Leila Pessôa Da Costa

Resumo


Este artigo objetiva tecer algumas considerações acerca da função social da universidade brasileira. Da universidade que se tem à universidade que se quer, o percurso é longo, uma vez que, em diferentes momentos históricos, a educação como um todo, e, em particular a universidade tem sido chamada a responder aos problemas sociais. A metodologia trata de uma pesquisa qualitativa de caráter teórico-descritiva em que se utilizou a seleção e análise de artigos à luz do modelo histórico-cultural. Apresentam-se diversos autores que procuram explicitar e questionar a identidade da Universidade e verificar se ela contribui na construção de novos saberes, com o propósito de socializar a produção do conhecimento histórico da humanidade para analisar se a universidade vem cumprindo a função social.

Palavras-chave: Função social da Universidade. Papel do Ensino Superior. Identidade das IES.


Referências


ALMEIDA, Cybele Crossetti de. Do mosteiro à universidade: considerações sobre uma história social da medicina na Idade Média. Revista Aedos, v. 2, p. 36-55, 2009.

BARRETO, Arnaldo Lyrio; FILGUEIRAS, Carlos A. L.. Origens da Universidade Brasileira. Quím. Nova, São Paulo, v. 30, n. 7, p. 1780-1790, 2007. Disponível em: . Acesso em: 27 jul. 2015.

BUARQUE, Cristovam. A universidade numa encruzilhada. In: SESu/MEC. A universidade na encruzilhada. Seminário Universidade: por que e como reformar? UNESCO: Brasília, 2003, p. 21-65.

CAMPOS, Névio de. Qual o papel social da universidade no século 21? Gazeta do Povo, Paraná, 18 dez, 2012. Disponível em: . Acesso em: 27 jul. 2015.

CHAUÍ, Marilena. Sociedade, universidade e estado: autonomia, dependência e compromisso social. In: SESu/MEC. A universidade na encruzilhada. Seminário Universidade: por que e como reformar? UNESCO: Brasília, 2003a, pp. 67-76.

______ . A universidade pública sob nova perspectiva. Revista Brasileira de Educação, n. 24, p. 5-15, set./out./nov./dez., 2003b.

COCHRAN-SMITH, Marilyn; LYTLE, Susan L. Relationships of knowledge of practice: teacher learning in communities. Review of Research in Education, 24, p. 249-305, 1999.

FÁVERO, Maria de Lourdes de Albuquerque. A Universidade no Brasil: das origens à Reforma Universitária de 1968. Educar, Curitiba, Editora UFPR, n. 28, p. 17-36, 2006. Disponível em: . Acesso em: 27 jul. 2015.

FIORENTINI, Dário. Quando acadêmicos da universidade e professores da escola básica constituem uma comunidade de prática reflexiva e investigativa. In: FIORENTINI, D; GRANDO, R.C.; MISKULIN, R.G.S. (Org.). Práticas de formação e de pesquisa de professores que ensinam matemática. Campinas: Mercado de Letras, 2009. p. 233-255.

______ . Desenvolvimento Profissional e Comunidades Investigativas. In: DALBEN, A. et al. (Org.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente: Educação ambiental, Educação em ciências, Educação em espaços não-escolares, Educação matemática. Belo Horizonte: Ática, 2010a. p. 570-590.

______ . Relações entre a formação docente e a pesquisa sobre os processos de conhecimento e a prática dos professores. In: HAGEMEYER, R.C.C. (Org.). Formação docente e contemporaneidade: referenciais e interfaces da pesquisa na relação universidade-escola. Curitiba: Editora da UFPR, 2010b, pp. 23-51.

______ et al. Interrelations between teacher development and curricular change: a research program. In: BEDNARZ, N.; FIORENTINI, D.; HUANG, R. (Eds.). International Approaches to Professional Development for Mathematics Teachers: Explorations of innovative approaches to the professional development of math teachers from around the world. Canada: University of Ottawa Press, 2011a.

______ . Investigação em Educação Matemática desde a perspectiva acadêmica e profissional: desafios e possibilidades de aproximação. XIII Conferência Interamericana de Educação Matemática. CIAEM-IACME, Recife, Brasil, 2011b, pp. 1- 19. Disponível in: < http://www.gente.eti.br/lematec/CDS/XIIICIAEM/artigos/CP-fiorentini.pdf>. Acesso em: 30 jul. 2015.

LAGE, Ana Cristina Pereira. In: Glossário. Disponível em: . Acesso em: 27 jul. 2015.

MARTINS, Antonio Carlos Pereira. Ensino superior no Brasil: da descoberta aos dias atuais. Acta Cir. Bras., São Paulo, v. 17, supl. 3, p. 04-06, 2002. Disponível em: . Acesso em: 26 fev. 2016.

MEC/CAPES – Ministério da Educação/Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Conferencistas problematizam transformações do ensino superior. Seminário internacional. Sala de Imprensa. Brasília. 13 mai. 2015. Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2015.

NOGUEIRA, Marco Aurélio. A Unesp, 36 anos depois. O Estado de S. Paulo, 25 fev. 2012.

UNESCO/CNE/MEC - Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura/Conselho Nacional de Educação/Ministério da Educação. SPELLER, Paulo; ROBL, Fabiane; MENEGHEL, Stela Maria (Org.). Desafios e perspectivas da educação superior brasileira para a próxima década. Brasília, 2012.

VIGOTSKY, L. S. A Função Social da Mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.

WENGER, Etienne. Comunidades de práctica: aprendizaje, significado e identidad. Barcelona: Paidós, 2001.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Área do conhecimento: Ciências Humanas

Ano de fundação: 2010

ISSN: 2236-3165

DOI: 10.30681/2236-3165

Título abreviado: Even. Pedagóg.

E-mail: eventospedagogicos@unemat-net.br

Unidade: Faculdade de Educação e Linguagem - FAEL

Avaliação QUALIS Quadriênio 2013-2016: B1 Ensino; B3 Planejamento Urbano e Regional / Demografia; B4 Ciências Ambientais; B4 Educação Física; B4 Interdisciplinar; B4 Linguística e Literatura; B4 Sociologia.

cope_75 Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

88x31_88 Este periódico está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR