Os jogos e as brincadeiras no processo ensino-aprendizagem dos alunos do 2° ano do ensino fundamental

Karine Barcellos da Silva

Resumo


Este estudo teve por objetivo investigar como os professores se apropriam dos jogos e brincadeiras para estimular as crianças do 2° ano do ensino fundamental no desenvolvimento cognitivo, afetivo e motor. A pesquisa de abordagem qualitativa, foi realizada por meio de entrevistas com professores e diretor, ocorrendo também observação dos alunos na sala do 2° Ano C na Escola Municipal de Educação Básica Sadao Watanabe no município de Sinop – Mato Grosso. Notou-se que os alunos dispõem de jogos pedagógicos que num primeiro momento são dirigidos e depois são transformados pelas crianças numa brincadeira de faz-de-conta.

Palavras-chave: Educação. Ensino fundamental. Jogos e brincadeiras. Pesquisa qualitativa.

 


Referências


BOMTEMPO, Edda. A brincadeira de faz-de-conta: lugar do simbolismo, da representação, do imaginário. In: KISHIMOTO, Tizuko Marchida (Org.). Jogo, brinquedo e a educação. 11. ed. São Paulo: Cortez, 2008. p. 66-72.

BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil: documento introdutório, Brasília, 1998.

BROUGÉRE, Gilles. Brinquedo e cultura. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

______ . Jogo e educação. Porto Alegre: Artes médicas, 1998.

DIRETOR. Diretor: depoimento. [2015] Entrevistadora: Karine Barcellos da Silva. Sinop, MT, 2015. Gravação digital de aúdio (13 min. 5 seg.) Entrevista concedida para o Trabalho de Conclusão de Curso sobre Os jogos e as brincadeiras no processo ensino-aprendizagem: uma análise da formação cognitiva, afetiva e motora dos alunos do 2° ano do ensino fundamental.

FERREIRA, Aurélio. Novo Aurélio século XXI: o dicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

FREIRE, João Batista. Educação de corpo inteiro: teoria e prática da educação física. 4. ed. São Paulo: Scipione, 2002.

______ O jogo: entre o riso e o choro. Campinas - SP: Autores associados, 2002.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. Jogos infantis: o jogo, a criança e a educação. Petrópolis –RJ: Vozes, 1993.

______ O jogo e a educação infantil. São Paulo: Pioneira, 1994.

______ (Org.). O brincar e suas teorias. São Paulo: Pioneira, 2002.

______ (Org.). Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 11. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

LIRA, Natali Alves Barros; RUBIO, Juliana de Alcântara Silveira. A importância do brincar na educação infantil. Revista Eletrônica Saberes da Educação. v. 5, n. 1, dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 29 out. 2015.

LONDERO, Rosana Maria Alves. A dança na escola e a coordenação motora. Fortaleza – CE, 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 nov. 2015.

MARCELINO, Nelson Carvalho. Estudos do lazer: uma introdução. São Paulo: Autores Associados, 1996.

MIRANDA, Simão de. Do fascínio do jogo à alegria do aprender nas séries iniciais. Campinas – SP: Papirus, 2001.

MOREIRA, Daniele Aparecida Fruchi. A brincadeira de amarelinha na educação infantil: uma contribuição para o desenvolvimento de habilidades matemáticas, em crianças de 4 anos. Lins – SP, 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 nov 2015.

PANIAGUA, Gema; PALACIOS, Jesús. Educação infantil: resposta educativa à diversidade. Porto Alegre: Artmed, 2007.

PIAGET, Jean. A formação do símbolo na criança. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

PROFESSORA 1. Professora 1: depoimento. [2015] Entrevistadora: Karine Barcellos da Silva. Sinop, MT, 2015. Gravação digital de aúdio (10 min. 13 seg.) Entrevista concedida para o Trabalho de Conclusão de Curso sobre Os jogos e as brincadeiras no processo ensino-aprendizagem: uma análise da formação cognitiva, afetiva e motora dos alunos do 2° ano do ensino fundamental.

PROFESSORA 2. Professora 2: depoimento. [2015] Entrevistadora: Karine Barcellos da Silva. Sinop, MT, 2015. Gravação digital de aúdio (11 min. 9 seg.) Entrevista concedida para o Trabalho de Conclusão de Curso sobre Os jogos e as brincadeiras no processo ensino-aprendizagem: uma análise da formação cognitiva, afetiva e motora dos alunos do 2° ano do ensino fundamental.

PROFESSORA 3. Professora 3: depoimento. [2015] Entrevistadora: Karine Barcellos da Silva. Sinop, MT, 2015. Gravação digital de aúdio (9 min. 16 seg.) Entrevista concedida para o Trabalho de Conclusão de Curso sobre Os jogos e as brincadeiras no processo ensino-aprendizagem: uma análise da formação cognitiva, afetiva e motora dos alunos do 2° ano do ensino fundamental.

RODRIGUES, Lídia da Silva. Jogos e brincadeiras como ferramentas no processo de aprendizagem lúdica na alfabetização. Brasília, 2013. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2015.

ROJAS, Jucimara. Jogos, brinquedos e brincadeiras: a linguagem lúdica formativa na cultura da criança. Campo Grande: UFMS, 2007. Disponível em: . Acesso em: 27 out. 2015.

SANTOS, Luciana Alves dos. As brincadeiras no âmbito escolar: um estudo sobre o papel do brincar no desenvolvimento cognitivo de crianças da educação infantil de uma escola privada do Paranoá-DF. Brasília, 2008. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2015.

SILVA, Karine Barcellos da. Diário de campo: os jogos e as brincadeiras nas interações dos alunos do 2° ano do ensino fundamental. Sinop, 2015.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Área do conhecimento: Ciências Humanas

Ano de fundação: 2010

ISSN: 2236-3165

DOI: 10.30681/2236-3165

Título abreviado: Even. Pedagóg.

E-mail: eventospedagogicos@unemat-net.br

Unidade: Faculdade de Educação e Linguagem - FAEL

Avaliação QUALIS Quadriênio 2013-2016: B1 Ensino; B3 Planejamento Urbano e Regional / Demografia; B4 Ciências Ambientais; B4 Educação Física; B4 Interdisciplinar; B4 Linguística e Literatura; B4 Sociologia.

cope_75 Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

88x31_88 Este periódico está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR