Pedagogia da alternância: práticas de letramentos em uma escola família agrícola brasileira

Cícero da Silva

Resumo


Nesta tese, investigamos práticas e eventos de letramentos mediados pelos Instrumentos Pedagógicos do contexto de ensino da Pedagogia da Alternância. A pesquisa insere-se no percurso investigativo da Linguística Aplicada, valendo-se dos estudos do letramento e mobilizando categorias enunciativas na perspectiva benvenisteana para análise das produções textuais. Dada a natureza do objeto de estudo e as dimensões sociais dos letramentos, abordamos na investigação a proposta teórico-metodológica do sistema educativo da Pedagogia da Alternância, os Instrumentos Pedagógicos, as diferentes etapas de execução dos temas dos Planos de Estudo, as ações docentes e a construção do gênero Caderno da Realidade. A pesquisa é de natureza etnográfica, de abordagem qualitativa e interpretativa na análise dos dados. O estudo de campo para geração de dados foi desenvolvido em um período longitudinal em 2014 e envolveu a participação de 19 (dezenove) estudantes e 09 (nove) monitores (professores formadores) colaboradores de uma turma do 1º ano do Ensino Médio de uma Escola Família Agrícola, situada no Estado do Tocantins. Os registros deste estudo são constituídos por material audiovisual – como gravações das interações em sala de aula e de atividades desenvolvidas pelos estudantes nas comunidades, diários de campo do pesquisador, documentos da escola-campo, registros fotográficos de atividades, de espaços e de objetos, além de textos de (16) exemplares do Caderno da Realidade gerados nas diferentes etapas de execução de 08 (oito) temas dos Planos de Estudo, no ano de 2014. O Caderno da Realidade – como instrumento didático-pedagógico das unidades de ensino que adotam a Pedagogia da Alternância – é um gênero discursivo construído ao longo de um ano letivo concomitante com o estudo de (oito) temas geradores diferentes vinculados às atividades do meio rural e da realidade do jovem camponês. É um gênero que emerge de situações mediadas por letramentos situados em contextos de uso da linguagem (escola, família, comunidade), das quais os estudantes participam nas interações (orais e escritas) para produção de seus textos. Os resultados da investigação apontaram que as práticas e os eventos de letramentos evidenciados na pesquisa transcendem aquilo que a escola conservadora propõe a ensinar em termos de letramento; não se trata de uma produção reduzida à escrita por e para si mesma. Além da interação com o monitor, os estudantes também interagem com os atores sociais da comunidade local, reforçando que a formação proposta pela alternância na Escola Família Agrícola não se limita ao desenvolvimento apenas do letramento autônomo. Ademais, as análises cujo foco são categorias enunciativas na perspectiva benvenisteana revelaram que os gêneros Caderno da Realidade e Caderno de Acompanhamento constituem lugar importante para registros de atividades e permitem ao estudante não só evidenciar suas experiências vivenciadas nos dois espaços e tempos formativos propostos pela Pedagogia da Alternância, mas também expressar a reflexão, o saber adquirido, fazendo as devidas generalizações esperadas pela formação. Portanto, são formas de sistematização, imediatamente implicadas com o letramento.

Palavras-chave: letramento; escrita; pedagogia da alternância; caderno da realidade.

 


Referências


BARTON, D.; HAMILTON, M. Local literacies: reading and writing in one community. London/New York: Routledge, 2012.

CALIARI, R. A presença da família camponesa na escola família agrícola: o caso de Olivânia. 2013. 563 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2013.

CAMPOS, S. P. Práticas de letramento no meio rural brasileiro: a influência do Movimento Sem Terra em escola pública de assentamento de reforma agrária. 2003. 248 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

CARDOSO FILHO, I. D.; SILVA, C. Reflexões sobre a Educação do Campo: revisitando a história do Brasil. Rev. Ed. Popular, Uberlândia, v. 16, n. 3, p. 67-83, set./dez. 2017.

GIMONET, J.-C. Praticar e compreender a Pedagogia da Alternância dos CEFFAs. Petrópolis: Vozes; Paris: AIMFR, 2007. 167p.

NOSELLA, P. Origens da Pedagogia da Alternância no Brasil. Vitória: EDUFES, 2014. 288p.

QUEIROZ, J. B. P. Construção das Escolas Família Agrícolas no Brasil: Ensino médio e educação profissional. 2004. 211 f. Tese (Doutorado em Sociologia) – Universidade de Brasília, Brasília, 2004.

SILVA, C. Pedagogia da alternância: práticas de letramentos em uma Escola Família Agrícola brasileira. 2018. 232 f. Tese (Doutorado em Letras: Ensino de Língua e Literatura) – Universidade Federal do Tocantins, Araguaína, 2018.

SILVA, C. Pedagogia da Alternância: um estudo do gênero Caderno da Realidade com foco na retextualização. 2011. 149 f. Dissertação (Mestrado em Letras: Ensino de Língua e Literatura) – Universidade Federal do Tocantins, Araguaína, 2011.

SILVA, C.; ANDRADE, K. S.; MOREIRA, F. A retextualização no gênero Caderno da Realidade na Pedagogia da Alternância. Acta Scientiarum. Language and Culture. Maringá, v. 37, n. 4, p. 359-369, out.-dez., 2015.

STREET, B. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Tradução Marcos Bagno. São Paulo: Parábola Editorial, 2014. 240p.

STREET, B. Literacy in Theory and Practice. Cambridge: Cambridge University Press, 1984. 243p.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Área do conhecimento: Ciências Humanas

Ano de fundação: 2010

ISSN: 2236-3165

DOI: 10.30681/2236-3165

Título abreviado: Even. Pedagóg.

E-mail: eventospedagogicos@unemat-net.br

Unidade: Faculdade de Educação e Linguagem - FAEL

Avaliação QUALIS Quadriênio 2013-2016: B1 Ensino; B3 Planejamento Urbano e Regional / Demografia; B4 Ciências Ambientais; B4 Educação Física; B4 Interdisciplinar; B4 Linguística e Literatura; B4 Sociologia.

cope_75 Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

88x31_88 Este periódico está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR