Aprendizagem significativa através de jogos e brincadeiras

Kellem Thalia Scheibe Cabreiras

Resumo


Este artigo apresenta um estudo sobre as contribuições dos jogos e brincadeiras como aprendizagem significativa nos anos iniciais do ensino fundamental no município de Sinop, Mato Grosso. O objetivo foi demonstrar os jogos e as brincadeiras como estratégias alternativas na organização do trabalho pedagógico em turma de alfabetização. A pesquisa teve abordagem qualitativa com entrevista padronizada. Como embasamento teórico utilizou-se vários autores, dentre eles, Tizuko Morchida Kishimoto. Os resultados obtidos através da pesquisa permitem buscar e repensar ações educativas mais significativas, que levem em consideração a construção do processo de ensino e aprendizagem em uma perspectiva lúdica.

Palavras-chave: alfabetização; jogos; brincadeiras; ludicidade; aprendizagem significativa; professores; abordagem qualitativa.


Referências


ARIÉS, Philippe. História social da criança e da família. Tradução Dora Flaksman. 2. ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científico, 1981.

BENJAMIN, Walter. Reflexões: a criança, o brinquedo, a educação. São Paulo: Summus, 1984.

BROUGÈRE, Gilles. Jogo e educação. Tradução Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. O brincar e suas Teorias. Local: São Paulo: Pioneira, 1998.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a Educação. 2. ed. Local: São Paulo, Cortez, 1997.

MOREIRA, Marco Antonio. O que é afinal aprendizagem significativa?. Aula Inaugural do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais, Instituto de Física, Universidade Federal do Mato Grosso, Cuiabá, MT, 23 de abril de 2010. Aceito para publicação, Qurriculum, La Laguna, Espanha, 2012. Disponível em: http://moreira.if.ufrgs.br/oqueeafinal.pdf Acesso em: 13 jan. 2018.

MOREIRA, Marco Antonio; MASINI, Elcie Aparecida Fortes Salzano. Aprendizagem Significativa: a teoria de David Ausubel, 4. ed. São Paulo: Editora Centauro, 2011,

NARODOWSKI, Mariano. Infância e poder: conformação da pedagogia moderna. Editora: Universidade São Francisco, 2001.

REDIN, Euclides. Espaço e oTempo das Crianças: se der certo a gente brinca. 2. ed. Porto Alegre: Mediação, 1998.

RIZZI, Leonor; HAYDT, Regina Célia Cazaux Haydt. Atividades lúdicas na educação de crianças: subsídios práticos para o trabalho na pré-escola e nas series iniciais do 1º grau São Paulo: Ática, 1998.

SANTOS, Santa Marli Pires dos e CRUZ, Dulce Regina Mesquita da. O lúdico na formação do educador. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

STRAUB, José Luiz. Infâncias e brincadeiras culturas que governam. UNEMAT, Cáceres, 2010.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

WINNICOTT, Donald Woods. A criança e o seu mundo. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Área do conhecimento: Ciências Humanas

Ano de fundação: 2010

ISSN: 2236-3165

DOI: 10.30681/2236-3165

Título abreviado: Even. Pedagóg.

E-mail: eventospedagogicos@unemat-net.br

Unidade: Faculdade de Educação e Linguagem - FAEL

Avaliação QUALIS Quadriênio 2013-2016: B1 Ensino; B3 Planejamento Urbano e Regional / Demografia; B4 Ciências Ambientais; B4 Educação Física; B4 Interdisciplinar; B4 Linguística e Literatura; B4 Sociologia.

cope_75 Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

88x31_88 Este periódico está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR