Concepções de língua em livros didáticos de português: uma abordagem historiográfica e discursiva

Wesley Luis Carvalhaes

Resumo


O presente trabalho objetiva estabelecer um percurso historiográfico e discursivo sobre a concepção de língua em livros didáticos de português (LDP). O estudo baseia-se, teórica e metodologicamente, nas contribuições da Historiografia Linguística e dos Estudos do Discurso. Como fontes para a investigação da historiografia do LDP, a pesquisa investiga nove obras didáticas publicadas entre os anos 1984 e 2018. As conclusões reiteram a importância dos Estudos Linguísticos para a compreensão de fenômenos socioculturais, como é a publicação de um LDP e sua utilização como suporte para os eventos de sala de aula.

Palavras-chave: linguística; historiografia linguística; estudos do discurso; livro didático de português; concepções de língua.


Referências


ALBERGARIA, Lino de et al. Português na ponta da língua. 8ª série. Belo Horizonte: Dimensão, 2000.

ALTMAN, Cristina. História, Estórias e Historiografia da Linguística Brasileira. Todas as letras: Revista de Língua e Literatura. São Paulo, v. 14, n. 1, p. 14-37, Universidade Presbiteriana Mackenzie. V. 14, n. 1, 2012. Disponível em: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/tl/article/viewFile/4526/3488. Acesso em 19 mar. 2019.

BAKHTIN, Mikhail; VOLOCHÍNOV, Valentin N . Marxismo e Filosofia da Linguagem. Trad. Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2006.

BARRETO, Fausto; LAET, Carlos de. Antologia Nacional. 39. ed. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1963.

BATISTA, Antônio Augusto Gomes. Um livro didático “moderno”. In: ______. O texto escolar: uma história. Belo Horizonte: CEALE/Autêntica, 2004. p. 35-68.

BATISTA, Antônio Augusto Gomes; ROJO, Roxane; ZÚÑIGA, Nora Cabrera. Produzindo livros didáticos em tempo de mudança (1999-2002). In: VAL, Maria da Graça Costa Val; MARCUSCHI, Beth. (Org.). Livros didáticos de língua portuguesa: letramento e cidadania. Belo Horizonte: CEALE/Autêntica, 2005. p. 47-71.

BISOGNIN, Tadeu Rossato. Descoberta e construção. 8ª série. São Paulo: FTD, 1991.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Autores e editores de compêndios e livros de leitura (1810-1910). Educação e Pesquisa. Revista da Faculdade de Educação da USP, São Paulo, v. 30, n. 3, p. 475-491, set./dez., 2004.

BRASIL. Ministério da Educação; Secretaria de Educação Básica. Parâmetros curriculares nacionais. Terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental. Língua Portuguesa. Brasília: MEC, 1998.

______. Ministério da Educação; Secretaria de Educação Básica. Edital de convocação para o processo de inscrição e avaliação de coleções didáticas para o Programa Nacional do Livro Didático-2014. Brasília: MEC, 2011. Disponível em: http://www.fnde.gov.br/programas/livro-didatico/livro-didatico-editais. Acesso em: 24 abr. 2019.

BUNZEN, Clécio; ROJO, Roxane. Livro didático de língua portuguesa como gênero do discurso: autoria e estilo. In: COSTA VAL, Maria da Graça; MARCUSCHI, Beth. (Org.). Livro didático de língua portuguesa: letramento e cidadania. Belo Horizonte: CEALE/Autêntica, 2005. p. 73-113.

CARVALHAES, Wesley Luis. O livro didático de português: abordagem discursiva de exercícios de compreensão de texto. 2016. 174f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística). UFG, Goiânia, 2016. Disponível em https://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8702. Acesso em: 28 jul. 2019.

______. O manual do professor de um livro didático de português: uma abordagem discursiva. Odisseia, Natal, v. 3, n. 1, p. 132-150, jan.-jun. 2018. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/odisseia/article/view/13370 Acesso em: 30 jul. 2019.

CARVALHO, Ângela; SILVA, Jorge Ribeiro da. Nossa palavra. 8ª série. São Paulo: Ática, 1998.

CEREJA, Willian Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português: linguagens. 8ª série. São Paulo: Atual, 2006.

______. Português: linguagens. 9º ano. 6. ed. ref. São Paulo: Atual, 2010.

CEREJA, Willian Robert; VIANNA, Carolina Dias. Português: linguagens. 9º ano. 9. ed. ref. São Paulo: Atual, 2018.

CORACINI, Maria José Rodrigues Faria. O processo de legitimação do livro didático na escola de Ensino Fundamental e Médio: uma questão de ética. In: ______. (Org.). Interpretação, autoria e legitimação do livro didático. Campinas: Pontes, 1999. p. 33-43.

______. O jogo discursivo na aula de leitura: língua materna e língua estrangeira. São Paulo: Pontes, 2002.

FOUCAULT, Michel. Aula de 25 de fevereiro de 1976. In: ______. Em defesa da sociedade. Trad. Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2002. p. 199-223.

______. A arqueologia do saber. Trad. Luiz Felipe Baeta Neves. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

______. A ordem do discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. Trad. Laura Fraga de Almeida Sampaio. 22. ed. São Paulo: Loyola, 2012.

FREITAS, Vilma Aparecida Botelho et. al. Interpretar: uma possibilidade de emergência do sujeito desejante. In: SANTOS, João Bôsco Cabral dos. (Org.) Sujeito e subjetividade: discursividades contemporâneas. Uberlândia: EDUFU, 2009. p. 157-177.

GREGOLIN, Maria do Rosário Valencise. O enunciado e o arquivo: Foucault (entre)vistas. In: SARGENTINI, Vanice; NAVARRO-BARBOSA, Pedro (Org.). Foucault e os domínios da linguagem: discurso, poder, subjetividade. São Carlos: Claraluz, 2004. p. 22-44.

KOERNER, Konrad. Questões que persistem em Historiografia Linguística. Revista da ANPOLL, São Paulo, n. 2, p. 45-70, mai., 1996.

MACHADO, Inês de Carvalho. Português uma língua brasileira. 8ª série. São Paulo: Scipione, 1989.

MILANI, Sebastião Elias. Historiografia-linguística de Ferdinand de Saussure. Goiânia: Kelps, 2011.

______. Aspectos historiográficos-linguísticos do século XIX. Jundiaí: Paco Editorial, 2012.

______. Historiografia linguística de Wilhelm von Humboldt: conceitos e métodos. Jundiaí: Paco Editorial, 2012b.

PÊCHEUX, Michel. As condições de produção do discurso. Trad. Bethania S. Mariani et al. In: GADET, Françoise.; HAK, Tony. (Orgs.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Campinas: Unicamp, 1990.

PEREIRA, Rosimeri da Silva. As reformas educacionais do século XX e a disciplina língua portuguesa: entre o clássico e o moderno. In: JORNADA DO HISTEDBR, 8, 2008, São Carlos. Anais da VIII Jornada do HISTEDBR. São Carlos: UFSCar, 2008. pp. 2-21. Disponível em: http://www.hitedbr.fae.unicamp.br/acer_histedbr/jornada/jornada8/txt_compl/Rosimeri%20Pereira.doc>. Acesso em: 23 mai. 2019.

PRATES, Marilda. Reflexão e ação em língua portuguesa. 8ª série. São Paulo: Editora do Brasil S/A, 1984.

PROENÇA FILHO, Domício. Língua portuguesa, comunicação, cultura. 8ª série. São Paulo: FTD, 2004.

RAZZINI, Márcia de Paula Gregório. Antologia Nacional de Fausto Barreto e Carlos de Laet (1895-1969): museu literário ou doutrina. 1992. 163f. Dissertação (Mestrado em Letras). Unicamp, Campinas, 1992.

______. O espelho da nação: a antologia nacional e o ensino de Português e de Literatura (1838- 1971). 2000. 442f. Tese (Doutorado em Letras). Unicamp, Campinas, 2000.

______. A Antologia Nacional e a ascensão do Português no currículo da Escola Secundária Brasileira. Educação em Revista – Revista da Faculdade de Educação da UFMG, Belo Horizonte, n. 38, p.13-45, jul./2002.

ROSA, Helda Núbia. Historiografia Linguística da Gramática brasileira: a estrutura metalinguística e a participação na sociedade. 2011. 145f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2011. Disponível em: http://imago.letras.ufg.br/uploads/156/original_heldadissertacao.pdf. Acesso em: 31


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Área do conhecimento: Ciências Humanas

Ano de fundação: 2010

ISSN: 2236-3165

DOI: 10.30681/2236-3165

Título abreviado: Even. Pedagóg.

E-mail: eventospedagogicos@unemat-net.br

Unidade: Faculdade de Educação e Linguagem - FAEL

Avaliação QUALIS Quadriênio 2013-2016: B1 Ensino; B3 Planejamento Urbano e Regional / Demografia; B4 Ciências Ambientais; B4 Educação Física; B4 Interdisciplinar; B4 Linguística e Literatura; B4 Sociologia.

cope_75 Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

88x31_88 Este periódico está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR