UMA ANÁLISE DO CONTO “A MORTE AMOROSA” DE THÉOPHILE GAUTIER À LUZ DAS TEORIAS DO FANTÁSTICO

Altamir Botoso, Susylene Dias de Araujo, Rogério Francisco dos Santos

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar o conto “A morte amorosa” (2004), à luz das teorias do fantástico, evidenciando como os acontecimentos se entrelaçam, permitindo que se possa classifica-lo como uma narrativa que pertence ao gênero fantástico. Dessa maneira, observaremos as temáticas que se configuram no conto tais como a presença de mortos vivos, a existência do duplo no personagem narrador e a existência de eventos temporais como a noite e a escuridão que intensificam e favorecem a eclosão do fantástico no enredo. Para embasar nossas análises, utilizaremos os estudos de Todorov (2003), Ceserani (2006), Freud (2006), Silva (2014), Rodrigues (1988), Baltor (2007), Calvino (2004), Bottura (2011), Fratucci (2015). Além da hesitação preconizada por Todorov, abordaremos os eventos fantásticos seguindo a concepção de Ceserani, como modalidade, como conjunto não concluído e visto em movimento, não completamente fechado ou delimitado e, por isso mesmo, oferecendo mais possibilidades para a análise e interpretação das narrativas que se enquadram no gênero fantástico

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Visitas:

 

Este periódico está licenciado sob Creative Commons BY 3.0

 

ISSN 1983-8018

Avaliação Qualis B2 (2015-2016)

Os artigos publicados na REVISTA DE LETRAS NORTE@MENTOS são indexados em:

imagem_indexadores_512

Resultado de imagem para periodicos capes