08/05/2020 20:17:49 – por Danielle Tavares

Em atendimento ao Decreto nº 470 de 5 de maio, do Governo do Estado, a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) retomará todas as suas atividades administrativas presenciais, retornando a jornada de oito horas a partir da próxima semana.

Entre outros aspectos, em seu Art. 3º, o texto reestabelece a jornada de trabalho de oito horas diárias no âmbito dos órgãos e entes vinculados ao Poder Executivo do Estado de Mato Grosso, ressalvadas as atividades sujeitas a regimes especiais de jornada regulamentadas em norma específica.

Na Unemat, a medida se aplica a Profissionais Técnico Administrativos (PTES) e docentes em cargo de gestão na sede administrativa e câmpus universitários. Não haverá, neste momento, retorno das aulas presenciais. O calendário acadêmico continua temporariamente suspenso.

RETORNO GRADUAL- Na segunda e terça-feira próximas (11 e 12/05) será feito, em cada setor, o levantamento das condições e possíveis necessidades de adequações para atendimento às normas de vigilância sanitária, especialmente: distanciamento mínimo de 1,5 metros entre as pessoas (servidores entre si e usuários), disponibilização e uso obrigatório de máscara de proteção facial e levantamento de insumos necessários para intensificação de limpeza e higiene.

Na quarta-feira (13), as orientações e medidas preventivas serão consolidadas em forma de protocolo, que será um padrão a ser observado e adotado em todos os setores de forma a cumprir as medidas de segurança para as equipes. Na quinta-feira (14/05), após observação e atendimento a essas medidas, ocorrerá o retorno presencial dos servidores (PTES e professor em gestão).

“Antes do retorno às atividades presenciais administrativas, haverá verificação e preparo rigorosos para atendimento aos critérios de saúde e segurança preconizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e dispostos no referido decreto. Nossa preocupação é com a saúde de nossos servidores”, afirmou o reitor Rodrigo Zanin.

GRUPO DE RISCO- De acordo com levantamento realizado, cerca de 40% dos profissionais técnicos e docentes em cargo de gestão estão em grupo de risco para a Covid-19, conforme definição do Ministério da Saúde. Nesses casos, de acordo como o Decreto nº 470, fica permitido o exercício da jornada de trabalho em regime de teletrabalho aos servidores públicos.