Extensão

Mestrado de Sociologia promove ação extensionista no Câmpus de Colíder

Atividade faz parte do projeto de extensão Diálogos andantes sobre o ensino de sociologia.

Por Produzido pela equipe do PROFSOCIO.
29/05/2024

(Foto: Equipe PROFSOCIO)

No dia 25 de maio do ano corrente, o PROFSOCIO-UNEMAT de Sinop, realizou a primeira ação de extensão do Projeto Diálogos andantes sobre o ensino de sociologia: estender para compreender e acolher no PROFSOCIO em Mato Grosso. O objetivo é potenciar a qualificação de professoras/es da área de ciências humanas e sociais para o exame de acesso ao edital de seleção do PROFSOCIO da UNEMAT, visando a formação de futuras/os professoras/es pesquisadoras/es para o Ensino de Sociologia para atuação com jovens do Ensino Médio, bem como: a) Promover a articulação entre universidade e sociedade, em parceria com as escolas públicas do estado, para a dialogicidade, dentro do seu próprio espaço, em torno de uma proposta de cidadania, b) Conhecer as trabalhadoras (es) da educação básica, os temas dos projetos de extensão e metodologias, desenvolvidos no âmbito do ensino de sociologia e, c) Inserir as/os mestrandas/os do PROFSOCIO à prática de ações de extensão, inclusive para a continuidade após a formação na Pós-graduação.
 
Reunidos na UNEMAT, campus de Colíder, as(os) professoras(es) e mestrandas(os) do PROFSOCIO–UNEMAT, estenderam a imersão no “mundo PROFSOCIO”, conforme expressou a mestranda Francy Laura de Moraes, sobre suas experiências no mestrado profissional. A equipe do projeto de extensão foi composta por quatorze pessoas, entre professoras(es) permanentes e mestrandas (os) da primeira turma. Na ocasião, as três linhas de pesquisa do programa foram representadas: a) Educação, escola e sociedade: Prof. Dr. Roberto Alves de Arruda, coordenador do Programa de Mestrado Profissional de Sociologia em Rede Nacional, Prof. Dr. Josivaldo Constantino dos Santos, Prof. Dr. Helio Vieira Junior, Prof. Dr. José de Souza Neto e as mestrandas Loriene Soares Oliveira, Francy Laura de Moraes e Quezia Nunes Junkes de Souza Kienen; b) Juventude e questões contemporâneas: Profa. Dra. Marinês da Rosa, as mestrandas Adriana Kelly Bandeira de Araujo e Mauricy de Oliveira Rosa Schorr e a colaboradora Ms. Ana Morais; e, c) Práticas de ensino e conteúdos curriculares: Profa. Dra. Sandra Pereira de Carvalho, mestrandas(os) Mariza Kreiner, Agnaldo Machado dos Santos e Evandro José Heck.
 
Professoras(es), que atuam em Colíder, Itaúba, Nova Santa Helena e Nova Canaã do Norte, constituíram o grupo de quarenta e duas atrizes e atores sociais, na interlocução, que ocorreu em duas etapas. O primeiro momento, tratou da apresentação dos membros do PROFOCIO, seguido da acolhida cultural. A música “Tocando em frente (Almir Sater e Renato Teixeira), foi interpretada pelo Prof. Dr. Josivaldo (violão e voz) com a participação da equipe do PROFSOCIO e das(os) professoras(es) presentes no encontro. A forma de ingresso no Programa de Mestrado Profissional de Ensino de Sociologia foi apresentada, passo a passo. As perguntas foram acolhidas e as dúvidas dirimidas, inclusive, apontando caminhos diante dos possíveis obstáculos enfrentados para o ingresso e permanência de mestrandas(os), segundo a experiência da turma atual, quer seja, a resistência na liberação das atividades de trabalho, por parte dos órgãos competentes, para o direito à qualificação, inerente à cada trabalhadora(or) da educação básica. 
 
O segundo momento, compreendeu a “escuta sensível”, abordagem teórico-metodológica inspirada nos pressupostos da “antropologia das demandas” em Rita Laura Segato, antropóloga argentina, e, na “pesquisa-ação participativa” preconizada pelo sociólogo colombiano Orlando Fals Borda. Em pequenos grupos de interlocutoras(es), coordenados por professoras(es) e mestrandas(os) do PROFSOCIO, tivemos a oportunidade de conhecer quem são as professoras(es) da educação básica, suas experiências e temas de interesse na construção de projetos de estudos, bem como as expectativas em relação à Pós-Graduação.  
 
Com base nos instrumentos de pesquisa, foi possível coletar um rico material para análise, segundo os objetivos do projeto de extensão, além de suscitar a reflexão sobre depoimentos como os da Professora da educação básica Rosimeire Rodrigues Nardes de Campos: ...Eu achei que a sociologia estava morta... “é lamentável ver professores que não são da área da Sociologia e... patrola, não discute... e como isso vai se sucedendo diariamente.... Ela e outras(os) interlocutoras(es) demonstraram espanto com o fato de um grupo da Pós-Graduação da UNEMAT ir até elas(es) e escutá-las(os): eu nunca vi isso! A gente se sente valorizada e importante. Começa a pensar que a universidade também é pra gente...
 
O projeto de extensão “Diálogos andantes para o ensino de Sociologia: estender para compreender e acolher no PROFSOCIO”, segue nas ações previstas ao longo do Estado de Mato Grosso, conforme as andarilhagens freirianas. A próxima ação está prevista para o mês de junho no município de Juara, que envolverá todos os municípios atendidos pela DRE de Juína e do Vale do Arinos.





Assessoria de Comunicação - Unemat

Contato:
imprensa@unemat.br

Compartilhe!